10 junho, 2011

Literartura Marginal: Altas Horas, Versão Favela


Por Aluisio Costa Guimarães
Ilustração: Antonio Júnior (Servo)


Neste momento começa o programa
Já é madrugada, o palco está à meia luz
A platéia está dividida
Alguns neste momento dormem vencidos pelo cansaço
Outros estão na ativa para ver o que vai rolar nesta noite
Ao fundo o silêncio é quebrado
Uma criança chora
Talvez por estar doente, com fome ou apenas querendo atenção do pai que passou o dia fora de casa

Um jovem que estar ao lado, incomodado com todo o barulho, aumenta o som de seu MP3
Na esperança de esquecer por algum momento dos problemas ao seu redor
Primeira atração da noite,
Grupo de teatro "prazer remunerado"
A peça retrata a história de uma mãe solteira que busca na noite o sustento para seus filhos
Tema embaçado, mal compreendido por muitos

Após esta apresentação é hora de curti um som
Hoje teremos de tudo um pouco, mas neste momento vai rolar um reggae a pedido da rapa
Que está nos assistindo, bebendo uma dose para fugir das tribulações e dormir sossegado
Voltamos com o quadro de entrevista
Em uma esquina quatro jovens são entrevistados por PMs do 4º batalhão
O tema da entrevista? Drogas
Para melhor esclarecer o assunto, estão sendo levados para o estúdio próximo ao quartel

Noticia urgente:
Um carro conduzido por menores de classe media acaba de atropelar um catador de latinha
A suspeita é de que dirigiam em alta velocidade e sobre efeito de álcool
Neste ultimo bloco falaremos sobre o mundo dos negócios
Mesmo na madruga, o comércio da quebra não fecha
São vários os tipos de investimentos, vários bares, motéis e, o que tá em alta, “bocas de fumo”

Para finalizar, queremos prestar uma homenagem aos nossos telespectadores que há esta hora estão fazendo o almoço de seus filhos
Antes de sair para o trabalho, orgulhos por não deixar faltar o de comer para suas crianças
Vocês são guerreiros que, mesmo na dificuldade, não lamentam e vão atrás de seus sonhos
Vocês nos motiva, dão força para que nosso programa continue indo ao ar todas as noites

Obrigado fiquem com Deus!
O programa termina por aqui, já são 4 da manhã...


Por Cleo Freitas

1 comentários:

cufa balsas disse...

lindo excelente trabalho parabéns

Postar um comentário